quinta-feira, 19 de maio de 2011

Forgotten Tales - Areias de Sangue - Capítulo II: "Vícios do Poder" - Ato I - "O Tomo"

Witcher e Kacha'cha voltaram para o pequeno vilarejo, outrora controlado pelos homens do Barão, e estabeleceram-se até que Tyr enviasse reforços.

O templário logo tratou de proclamar a nova "liberdade" dos locais como sendo um feito do Rei Tithian. Distribuiu água e comida em porção dobrada a todos, que ficaram mais do que satisfeitos em glorificar o monarca - desde que aquilo mantivesse os seus estômagos cheios e suas bocas úmidas.


Algumas semanas depois, três visitantes chegaram à vila. Como o lugar era pequeno, qualquer novidade era logo destacada e comentada, razão pela qual aquela visita encontrou rapidamente os ouvidos do templário e de seu amigo thri-kreen.


O primeiro deles tinha um rosto conhecido na corte de Tyr. Um negro de constituição física forte, com cabelos e cavanhaque grisalhos, vestia roupas finas e carregava uma maleta. Seu nome, ele disse, era Vorlom, embaixador enviado pela Corte para estabelecer uma base Tyriana naquela região.

Um pouco atrás estava a sua escolta. Um mul, forte e de olhar arrogante, afiava o seu machado. Seu nome era Dann Asso. Parecia pronto para - e ávido por - batalha. Ao seu lado, um humano vestindo roupas finas carregava um estranho instrumento musical. Seu nome era Karl Vas Flam. Os dois haviam sido enviados pela Casa Vordom como o reforço requisitado pelo templário.

E uma missão muito importante os aguardava.

(continua...)

3 comentários:

Nike disse...

Não se trata de um estranho instrumento musical, mas de uma caixa de engraxate encantada para emitir música!

Kacha'cha disse...

Este Mul é muito estranho...fala demais, chateia demais... De toda forma, demonstrou utilidade em combate.

Renato Carvalho disse...

Irritantemente "afiava o seu machado". Ainda bem que sua característica especial foi lembrada. Um mul arrogante? Que ser nefasto ousa dizer um disparate desses?